Novo calendário gera críticas

Novo calendário gera críticas

O Comité Director da UCI, oficializou os calendários para o recomeço da temporada, os quais sofreram algumas alterações em relação aos que tinham sido divulgados em maio.

Depois de várias sugestões e reclamações, nem todos ficaram satisfeitos, com os italianos a discordarem da marcação de algumas das suas corridas, principalmente Milão-San Remo (8 de Agosto).

As principais alterações passam pela IL Lombardia (15 de Agosto); Tour de Guangxi, que se transfere de outubro para novembro; e EuroEyes Cyclassics marcada para 3 de outubro. As clássicas Eschborn-Frankfurt, Prudential Ride Londres e Travers de Flandres foram canceladas.

As três grandes voltas mantêm- se nas datas previstas: Volta à França de 29 de Agosto a 20 de Setembro, Volta à Itália de 3 a 25 de Outubro e Volta à Espanha de 20 de Outubro a 8 de Novembro.

Em virtude de alguns campeonatos do mundo não se poderem realizar devido à Covid-19, a UCI decidiu que os detentores dos títulos poderão envergar a camisola arco-íris até à realização dos novos mundiais.

O protocolo sobre as medidas sanitárias a implantar pelos organizadores, antes, durante e após as corridas, só irá ser publicado na próxima semana.

No que se refere a Portugal, o Troféu Joaquim Agostinho corre-se de 18 a 20 de Julho embora ainda conste de 24 a 26 de Julho e a Volta a Portugal de 29 de Julho a 9 de Agosto.