Turquia e Rússia adiam negociações para abordagem sobre Líbia e Síria

Turquia e Rússia adiam negociações para abordagem sobre Líbia e Síria

A Rússia e a Turquia adiaram as negociações ao nível ministerial que deveriam concentrar-se na Líbia e na Síria, onde os dois países apoiam lados opostos em conflitos de longa data.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, e o seu colega russo, Sergei Lavrov, decidiram adiar as negociações durante um telefonema no Domingo, informou o Ministério das Relações Exteriores da Turquia.

“Os vice-ministros dos dois países continuarão os contactos e conversações proximamente. As negociações ao nível de ministros serão realizadas numa data posterior”, afirmou o ministério em comunicado.

Lavrov e o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, estavam programados para visitar Istambul para as discussões. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que a discussão será realizada na data da reunião dos ministros.

As Nações Unidas disseram, nesta semana, que os lados em guerra começaram novas negociações de cessar-fogo na Líbia, onde Ancara apoia um governo do acordo nacional (GNA) reconhecido internacionalmente, cujas forças nas últimas semanas repeliram um ataque a Trípoli pelo Exército Nacional da Líbia (LNA).

Moscovo, juntamente com os Emiratos Árabes Unidos e o Egipto, apoia o LNA no longo conflito da Líbia.

Na Síria, a Rússia apoia as forças do Presidente sírio Bashar al Assad, enquanto a Turquia apóia combatentes da oposição.

Embora um acordo intermediário entre a Turquia e a Rússia, três meses atrás, tenha produzido um cessar-fogo que interrompeu os combates no Noroeste da Síria, Idlib, ataques aéreos atingiram mais uma vez a região na semana passada.