Moçambique discute Jornalismo Cultural Online

O IV Seminário de Jornalismo Cultural terá lugar nos próximos dias 22 e 23 de Junho, pelas 17 horas [hora local], online devido ao estado de emergência implementado em Moçambique.

A iniciativa tem a organização da Só Arte Media, em parceria com a IVERCA e com o Camões– Centro Cultural Português, em Maputo, e será integralmente online nas páginas do Camões em Maputo, do Museu Mafalala e do Só Arte Media no Facebook.

A curadoria desta edição estará focada num debate sobre a Comunicação e as Artes e conta com dois painéis programados, onde se irá discutir o jornalismo cultural face ao agendamento e aos novos formatos necessários.

No primeiro dia estará em debate o tema “Jornalismo cultural e a Covid-19: Agendamento e o novo formato das abordagens”, e terá como oradores: Teresa Nicolau (editora de Cultura na Rádio e Televisão de Portugal – RTP), Júlio Manjate (presidente do Conselho de Administração da Sociedade do Notícias – Moçambique), Tânia Adam (Rádio África – Espanha), sob moderação de Sérgio Langa, docente da Escola Superior de Jornalismo.

O evento vai discutir igualmente, já no segundo dia, os impactos económicos durante e depois da pandemia. Serão oradores neste painel: Quito Tembe (director do KINANI–Plataforma de Dança Contemporânea/ Moçambique), Adriana Barbosa (directora da Feira Preta – Brasil), Ivan Santos (director do Plateau – Festival Internacional de Cinema–Cabo Verde), Jiggs Thorne (director do Festival Bushfire – e Swatine).

O orador será Ivan Laranjeira (director do Museu Mafalala e da Associação IVERCA). Para além de criar dos espaços de discussão, o seminário promove workshops nas províncias de Sofala e Nampula, envolvendo profissionais e estudantes de comunicação e artes.

error: Content is protected !!