Sociedade Cabo-verdiana de Música lança fundo social para associados

As candidaturas ao Fundo Social da Sociedade Cabo-Verdiana de Música estarão abertas até ao fim deste mês e podem ser feitas presencialmente ou através do e-mail: [email protected] gmail.com

A Sociedade Cabo-Verdiana de Música (SCM) tem abertas desde Terça-feira, 16 de Junho, as candidaturas ao fundo social num montante de mil contos que irá beneficiar cerca de 100 associados em inactividade face à emergência sanitária do Covid-19.

As candidaturas estarão abertas até 30 de Junho e cada aprovado será apoiado com 10 mil escudos. Em entrevista a Rádio de Cabo Verde, a presidente da SCM, Solange Cesarovna, defendeu que o momento deve ser de diálogo para definir novos formatos que permitam mitigar os impactos da crise sanitária no sector, tendo em conta os meses que ainda se preveem de paralisação.

A SCM pretendia estabelecer um fundo social desde o ano passado e face à actual situação sanitária do país e o impacto no sector da cultura, e da música especificamente, aprovou a 5 de Junho o regulamento deste instrumento.

“Neste momento de muitas dificuldades em que tudo está parado, o esforço que a Sociedade Cabo- verdiana de Música fez culminou na aprovação de um valor de mil contos e, tendo em conta que é um fundo para contribuir, não resolve todos os problemas”, disse Solange Cesarovna à RCV.

A SCM teve a oportunidade de apoiar vários associados a acederem a medidas do Governo aos quais os artistas poderiam aceder. Solange Cesarovna admite que outras medidas são necessárias, mas está-se no “bom caminho”.

“Já há um claro posicionamento do Governo, através do Ministério da Cultura de que o Estatuto do Autor e do Artista vai ser concebido este ano.

É muito importante porque nos momentos de crise temos de reorganizar este sector para vermos as fragilidades”, admite a presidente da SCM.

As candidaturas ao Fundo Social da Sociedade Cabo-Verdiana de Música estarão abertas até ao fim deste mês e podem ser feitas presencialmente ou através do e-mail: [email protected] com

Fonte: A Nação

error: Content is protected !!