Força Aérea da China se aproxima de Taiwan pela 4ª vez nesta semana, dizem militares da ilha

A Força Aérea da China se aproximou de Taiwan, nesta Sexta-feira, pela quarta vez em quatro dias, disseram militares taiwaneses, enquanto a China intensifica as manobras perto da ilha que Pequim reivindica como seu território.

A Força Aérea de Taiwan informou que o caça J-10 estava envolvido na abordagem, mas não mencionou se mais aeronaves haviam entrado na zona de identificação de defesa aérea de Taiwan, no sudoeste da ilha, por volta do meio-dia (horário local).

A Força Aérea chinesa recebeu um aviso verbal para sair, e os jactos de Taiwan “responderam”, informou a Força Aérea de Taiwan, sem dar mais detalhes.

A aeronave se retirou e a situação voltou ao normal, afirmou a corporação num comunicado. Nas últimas semanas, a Força Aérea chinesa se aproximou de Taiwan seis vezes, segundo os militares taiwaneses.

A China não explicou publicamente por que aumentou a sua actividade perto da ilha, mas anteriormente descreveu tais exercícios como de rotina, alegando que pretendia mostrar a determinação do país em defender a sua soberania.

A Força Aérea de Taiwan, bem treinada e modernizando os seus caças F-16 fabricados nos Estados Unidos, patrulha rotineiramente o Estreito de Taiwan, que separa a ilha da China.

O governo chinês nunca renunciou o uso da força para colocar Taiwan sob seu controlo, embora a ilha não demonstre interesse em ser governada pela autocrática Pequim.

Taiwan reclamou que a China intensificou a sua actividade militar, incluindo o envio de portaaviões para perto da ilha, desde o início da pandemia de Covid-19.

error: Content is protected !!