Nova família do Kwanza começa a circular próximo mês

As novas cédulas do Kwanza (moeda nacional angolana) começam a circular o próximo mês, segundo garantias do governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano

A saída da sede do Poder Legislativo Angolano, nesta Quinta- feira, 18, o governador do BNA garantiu que em “princípio há uma data” referindo o mês de Julho como uma certeza para entrada em circulação da nova família prometida o ano passado para o primeiro semestre de 2020.

Questionado sobre o andamento da operação, Massano garantiu que, a mesma estava “dentro dos carris, pese embora os aspectos logísticos com portos e aeroportos”.

“Quando lançamos o programa tudo era para Junho mas, não tendo sido Junho vai ser Julho”, assegurou o governador do BNA numa curta declaração à imprensa.

Quando foi anunciada a operação, a autoridade monetária do país tinha garantido que a introdução da nova família de notas seria progressiva, particularmente das denominações mais altas que seriam emitidas e colocadas em circulação quando as condições do desenvolvimento económico assim o aconselhassem.

As novas notas terão como uma das principais mudanças a retirada da esfinge do então Presidente da República, José Eduardo dos Santos, restando apenas a do rosto do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

Segundo a proposta aprovada na Assembleia Nacional, nas cédulas de 200 Kwanzas figuram as Pedras Negras de Pungo a Ndongo (Malange), na de 500 a Fenda da Tundavala (Huíla), na de 1 000 a cordilheira do Planalto Central (Huambo), na de 2 000 a Serra da Leba (Huíla), na de 5 000 as ruínas da Catedral de São Salvador do Congo (Zaire) e na de 10 000 as Grutas do Zenzo (Uíge).

As autoridades monetárias angolanas garantem que as novas cédulas do Kwanza serão mais seguras, com características que dificultam a sua falsificação. Terão substratos de polímero (plástico) que as tornarão mais resistentes que as de papel, actualmente em circulação.

error: Content is protected !!