Casa da Cultura do Rangel conta com plataforma virtual

A nova dinâmica virtual vai permitir que se continue A proporcionar entretenimento artístico, por meio da Internet

A Casa da Cultura do Rangel contará, a partir do segundo semestre do mês de Julho, com uma plataforma virtual para a transmissão das actividades culturais realizadas no recinto, anunciou, nesta Sexta-feira, em Luanda, a directora do espaço, Patrícia Faria.

Em declarações à imprensa no final do encontro com alguns fazedores de artes, Patrícia Faria fez saber que o objectivo é contextualizar-se e adaptar-se ao mundo das artes, “mergulhado”, os últimos meses, nas consequências da pandemia da Covid-19.

Apontou a criação de novas medidas para que se possa adaptar aos novos tempos, principalmente no concernente à venda virtual do trabalho feito pelos artistas para que não estejam sem nada a fazer.

“Essa nova dinâmica virtual vai permitir que se continue a proporcionar entretenimento artístico, por meio da Internet”, sublinhou.

Patrícia Faria realçou que o Departamento Técnico da Casa da Cultura está a trabalhar no sentido de projectar as actividades online e quem quiser ter acesso deverá pagar um valor.

Explicou que o artista continuará a trabalhar presencialmente na Casa da Cultura, uma vez que serão realizadas actividades, com um público reduzido, em obediência às percentagens exigidas pelo Decreto de Situação de Calamidade Pública.

As actividades culturais em Angola estão proibidas desde finais de Março com a entrada no estado de emergência, que vigorou até Maio.

A situação de calamidade pública, vigente no país, indica que as actividades recreativas, culturais e de lazer na via pública ou em espaço público retomam de modo paulatino, desde o dia nove do corrente mês.

leave a reply

O Pais

Deve ver notícias