Dom Caetano e Telma Lee animam tarde de Domingo em concerto solidário

Durante as actuações, que têm início às 14 horas e 30 minutos, até às 17, os artistas, a partir de suas residências, vão interpretar 12 temas musicais, cada, neste formato de cariz solidário, cujo objectivo é a angariação de valores monetários, para a compra de cestas básicas que se vão destinar a famílias carenciadas nesta fase em que se vive a pandemia da Covid-19

O consagrado músico Dom Caetano e a jovem cantora Telma Lee são as vozes que se juntam hoje, às 14 horas e 30 minutos, em mais um concerto solidário denominado “Live no kubico”, que será emitido pela Televisão Pública de Angola (TPA) e nas plataformas digitais do portal de notícias de entretenimento Platinaline.

A actuação dos artistas, que será emitida a partir de suas residências, vai permitir que interpretem 12 músicas cada um deles, neste formato de cariz solidário, que termina às 17 horas, com o objectivo de angariar dinheiro para a compra de cestas básicas, destinadas a lares de acolhimento e pessoas desfavorecidas, sobretudo nesta fase que se vive a pandemia da Covid-19.

Dom Caetano vai apresentar temas musicais que compõem o seu vasto repertório, em que figuram sucessos como “Sou angolano”, “Diala dyo, ongo”; novas composições e outras canções conhecidas, do seu percurso artístico, de mais de 45 anos.

“Vou ainda apresentar uma canção em que homenageio o músico António do Fumo “Tony”, uma outra em que homenageio também a minha avô”, revelou o músico em conversa exclusiva com OPAÍS.

Por sua vez, a cantora Telma Lee, com quem vai preencher a emissão, referiu que têm interagido nos ensaios, a fim de planear o espectáculo, em que pretendem intervir nas suas canções. Realçou que as intervenções têm a finalidade de manter a interacção e comunicabilidade durante o espectáculo.

Testemunho

O músico, que trabalha pela primeira vez com Telma Lee, considerou o acto como uma óptima iniciativa, no capítulo de passagem de testemunho, por tratar-se de uma cantora jovem, com uma carreira promissora e longo caminho a percorrer.

Avançou que Telma, durante as conversas, tem demonstrado sentimento de satisfação na forma como têm interagido durante os trabalhos de preparação.

“Ela demostra um semblante emocional de certo modo de satisfação também, em contracenar, ou dividir o palco comigo. É bom interagir com os jovens, com essa nova vaga de artistas e dar a passagem de testemunho. O sentimento é de um trabalho de continuidade”, considerou.

Os lives

O profissional considerou a iniciativa relativa ao concerto solidário benéfico às populações carenciadas, pelo facto de apoiá-las com as cestas básicas, mas, também por ajudar na sensibilização da sociedade naquilo que são as normas de conduta perante o Coronavírus.

“Propaga também as suas mensagens, em produzir um espectáculo que serve de lazer e antídoto especial para aqueles que estão em casa, no âmbito do confinamento”, observou.

Por outra, achou também benigno para os artistas, como forma de dar-lhes algum trabalho, e, consequentemente participação da luta contra a Covid-19. “Todos estamos no mesmo barco, na luta contra a pandemia.

A televisão, tendo em conta que a classe artística é das mais atingidas neste processo, e, que, também tem sido a mais participativa no capítulo da mobilização das populações, aproveitou montar esse espectáculo, em que é feita a recolha de donativos, por forma a ajudar na mitigação da fome das famílias mais carenciadas”, destacou o dono do hit “Vizinho”.

leave a reply