Huambo pode internacionalizar torneio de judo Março Mulher

O presidente cessante da Associação Provincial de Judo, Adelino Correia, tem novos projectos para o ciclo olímpico 2020/2024, por isso contará com o apoio de todos na cidade que antes se chamou Nova Lisboa

O presidente cessante da Associação Provincial de Judo (APJ) do Huambo, Adelino Correia, prometeu à imprensa local recandidatar-se para mais um mandato.

Por isso, uma das linhas de força do seu projecto, visando o quadriénio 2020/2024, é internacionalizar o torneio Março Mulher. O pleito eleitoral, marcado para o dia 18 de Julho, contará apenas com a lista do presidente cessante no Planalto Central.

Apesar de não concretizar as linhas de força do mandato anterior, Adelino Correia disse que está satisfeito e faz um balanço positivo da sua gestão, embora seja uma experiência nova.

“Vamos trabalhar para darmos uma nova dinâmica ao judo na província do Huambo, sendo que pretendemos criar condições, com patrocinadores, para internacionalizar o torneio Março Mulher”, adiantou o candidato.

A ser realizado, o certame vai atrair mais praticantes e ajudará a colocar o nome de Angola além-fronteiras nesta modalidade de lutas, adiantou o presidente cessante. O responsável reconheceu que houve um crescimento do judo na província, pois o número de academias legalizadas também aumentou, ao passo que outras estão a trabalhar para este efeito.

Nos campeonatos nacionais, em vários escalões, a província do Huambo tem tido participações regulares e conta com atletas jovens e disponíveis para crescer dentro e fora de Angola.

 

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!