“Não basta apenas reduzir institutos, é preciso reformar os serviços públicos”, alertam especialistas

“Não basta apenas reduzir institutos, é preciso reformar os serviços públicos”, alertam especialistas

A boa nova do Executivo, tornada pública ontem, que tem a ver com a redução do número de institutos públicos que, doravante, passam de 144 para 102 unidades, mereceu as palmas de vários segmentos da sociedade civil, que encaram na . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta