Assessor médico da Casa Branca admite que ‘algo não funciona bem’ no combate ao Coronavírus

O assessor médico da Casa Branca, o doutor Anthony Fauci, admitiu numa entrevista divulgada nesta Sexta-feira (26) pelo jornal The Washington Post que os Estados Unidos deveriam mudar a sua estratégia de combate à pandemia de novo Coronavírus, após um aumento dos casos no Sul e no Oeste do país.

“Algo não está a funcionar”, disse Fauci, principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, referindo-se à estratégia actual. “Podemos fazer todos os esquemas que quisermos, mas há algo que não está a funcionar”, acrescentou.

A América país com mais casos fatais de Coronavírus com cerca de 122.238 mortes faz cada vez mais testes e, na Quinta-feira, completou cerca de 640.000 diagnósticos num um dia. No entanto, a quantidade de casos confirmados aumenta há algumas semanas na Califórnia, Arizona, Texas e Flórida.

Nos últimos sete dias, foram registados mais de 216.000 casos em todo o país, o maior recorde semanal desde o início da crise.

“Temos que descobrir onde está a penetração das infecções na nossa sociedade”, afirmou o médico. Uma ideia levantada pelo infectologista é realizar testes em grupo para economizar recursos para os grupos em que não forem encontrados casos positivos.

Na Quinta-feira, o director do Centro de Prevenção e Combate a doenças (CDC), Robert Redfield, afirmou que entre 5% e 8% da população dos Estados Unidos foi infectada pelo novo Coronavírus, segundo estimativas com base em testes serológicos.

Isso equivale a mais de 20 milhões de pessoas e é dez vezes maior do que estima o saldo oficial. Nesta Sexta-feira, a célula de crise da Casa Branca para administrar a pandemia convocou uma colectiva de imprensa às 16H30 GMT, na primeira aparição dessa estrutura desde Abril.

leave a reply