Terrorismo e extremismo ameaçam SADC

Sobre Moçambique, país afectado por ataques terroristas, , Téte António, ministro angolano das relações Exteriores, disse que que a região espera por uma informação daquele país sobre o tipo de ajuda que necessita.

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, disse, ontem, segundo a Angop, que o terrorismo e o extremismo constituem as principais ameaças da região Austral do continente africano.

Além do terrorismo e extremismo, a região enfrenta também a ameaça das mudanças climáticas, da consolidação da democracia, da migração e de calamidades.

Em declarações à imprensa, no final da reunião do Comité Ministerial do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, realizada em vídeo conferência, o ministro disse que Moçambique é o país que mais preocupa com a questão do terrorismo.

Quanto ao apoio a Moçambique para fazer face ao terrorismo, Téte António salientou que a região espera por uma informação daquele país sobre o tipo de ajuda que necessita.

Em relação à paz e segurança na região, disse o responsável, o comité analisou a situação da RDC, isto é, ameaças de grupos rebeldes no Leste, e o diferendo fronteiriço deste país com a República da Zâmbia.

A respeito do assunto, o comité decidiu criar um grupo que vai ajudar a ultrapassar o diferendo entre os dois países irmãos. No plano democrático, o Comité Ministerial do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral analisou os cenários a adaptar para observar as eleições em países como a Tanzânia, nessa fase da pandemia da Covid-19.

error: Content is protected !!