China relata 21 novos casos confirmados de Covid-19

A Comissão Nacional de Saúde informou, neste Sábado, que recebeu relatos de 21 casos recémconfirmados de Covid- 19 na parte continental da China, na Sexta-feira, incluindo 17 transmissões locais e quatro importadas

Todos as transmissões locais foram reportadas em Beijing, informou a comissão no seu relatório diário. Nenhuma morte relacionada à doença foi relatada na Sexta-feira, segundo a comissão.

Até Sexta-feira, o total de casos confirmados na parte continental da China atingiu 83.483, incluindo 405 pacientes que ainda estavam em tratamento, com oito em estado grave.

CDC descarta transmissão viral de animais ou da cepa de Wuhan no recente surto de Covid-19, em Beijing

O Centro Chinês de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) comunicou na Sexta-feira que descartou a possibilidade de que o surto de Covid-19 em Beijing tenha sido causado por uma transmissão viral de animais ou pela cepa que anteriormente foi encontrada na cidade de Wuhan.

Num relatório divulgado no seu website, o CDC da China mencionou que os testes massivos indicaram que o surto em Beijing deve ser controlado em breve.

De acordo com o relatório, uma análise genética das amostras de dois pacientes com Covid-19 e uma amostra ambiental colectada no mercado de produtos agrícolas de Xinfadi mostrou que o vírus está relacionado a uma cepa europeia, que é mais antiga do que a que circula actualmente na Europa.

Os casos ligados ao mercado são mais prováveis de terem sido infectados através do contacto entre pessoas, toque em superfícies de objetos contaminados ou ambos, revela o relatório.

Visto que o mercado está fechado desde 13 de Junho, o risco de morbidade entre as pessoas expostas ao local fica cada vez menor, enquanto todos os contactos próximos estão a ser bem administrados, indicou.

Embora alguns casos sem conexão com o mercado de Xinfadi tenham sido descobertos, recentemente, testes massivos de ácido nucleico, em Beijing, mostraram que a taxa de contágio não relacionada ao mercado é extremamente baixa, acrescentou.

Como Beijing intensificou o monitoramento e as medidas de distanciamento social, o risco de maior propagação é baixo, aponta o relatório.

error: Content is protected !!