Guitarrista Timex ex-Inter-Palanca revela ter sido injustiçado pelo partido MPLA

Esta e outras revelações foram feitas durante a emissão do programa Menha Ndungo, emitido semanalmente na frequência 99.1 FM, na Rádio Mais adstrita ao grupo Media Nova.

O antigo  guitarrista da Orquestra Inter-Palanca de Matadidi Mário, fez saber em entrevista ao Programa “Menha Ndungo” da Rádio Mais, deste Sábado, 27, que sente-se injustiçado pelo partido no poder (MPLA), uma vez que remeteu uma carta ao ex-Presidente da República e do MPLA, José Eduardo dos Santos, para colocar o nome dos ex-integrantes da Orquestra na Caixa Social à semelhança dos integrantes do Grupo Kisanguela.

JES deu parecer positivo à mukanda segundo contou o artista ao programa. A missiva foi recebida na altura pela actual governadora de Luanda, Joana Lina Ramos Baptista, que desempenhava funções na direcção do MPLA à época.

Timex revelou, no entanto, que não houve resposta, simplesmente a carta foi engavetada. O guitarrista lamenta o facto, porque o grupo fazia trabalhos a favor do partido no poder, tendo feito diversas exibições, sobretudo na zona norte do país, de modo a incentivar as tropas no terreno.

O guitarrista lamentou ainda o estado de abandono a que estão submetidos muitos artistas angolanos dos anos 50, 60 e 70.

“Nós temos colegas cujas filhas prostituem-se para ajudar a casa, porque não têm dinheiro, não foram valorizados” , lamentou o antigo guitarrista da Orquestra Inter-Palanca.

Por esta razão, disse que não pretende mais voltar aos palcos pois sente-se bastante condoído quando vê muitos dos seus colegas a “mendigar “.

“Já vi muitas vezes Fausto Lemos e Naruto dos Kiezos numa condição de penúria, passam ao lado do meu prédio nos Combatentes a andar a pé”.

Lamentou também a não valorização dos instrumentistas que não são premiados quando há concurso de música no país e ganham menos do que os cantores.

Trajectória

O músico, Eugénio Bikindo “Timex” nasceu em Cabinda, em 1958. É instrumentista e considerado um dos melhores guitarristas ritmo do nosso país.

Em Cabinda fez parte dos grupos Bilombe, Super Koba e Bela Negra. Em 1976 deslocou-se a Luanda para fazer parte do grupo Inter-Palanca de Matadidi Mário.

Mais tarde tocou nos Maringas, com Murimba Show, Kinito e Jacinto Tchipa. Timex inspirou muitos instrumentistas jovens na altura como o Eduardo Paím, Betinho Feijó, Lito Graça e Romão, baterista da Banda Movimento.

Hilário João

error: Content is protected !!