Nova direcção da Marinha de Guerra aposta no desporto náutico

A formação “marinheira” vai apostar na vela, natação e canoagem, além do andebol e basquetebol

O novo presidente de direcção da Marinha de Guerra, João Victor “Jojó”, disse à imprensa, na tomada de posse, que o seu elenco vai apostar no desenvolvimento do desporto náutico durante o ciclo olímpico 2020/2024.

João Victor “Jojó” explicou que a vela, remo, natação e canoagem são as modalidades que mais identificam o clube “marinheiro”.

Por isso, estas disciplinas vão merecer atenção especial da direcção, uma vez que a formação na base l é um desafio da direcção vigente.

Para concretizar este objectivo, o responsável espera contar com o apoio incondicional do almirante comandante da Marinha de Guerra Angolana.

“Vamos procurar reabilitar as infra-estruturas desportivas, nomeadamente, o campo multiusos. Melhorar a área de apoios para os desportos náuticos, em Luanda, e na medida das possibilidades nas regiões navais”, revelou.

Além das modalidades supracitadas, a Marinha de Guerra movimenta também o andebol, futebol salão (futsal), hóquei em patins e basquetebol, esta última tem participado com regularidade nas provas sob a égide da Federação Angolana da bola ao cesto.

No recém-anulado Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, devido ao novo Coronavírus “Covid-19”, os marinheiros deram boas réplicas aos colossos Petro de Luanda e 1º de Agosto.

leave a reply