Novo vírus da gripe suína com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China e já infectou humanos

Pesquisadores chineses identificaram novo tipo de vírus da gripe suína capaz de gerar uma pandemia, dado a cepa ter todas as características de ser altamente adaptável para infectar seres humanos

Apelidado de G4 EA H1N1, o vírus é derivado da cepa H1N1, que causou a pandemia de 2009, tendo esta estirpe igualmente porcos como hospedeiros.

Segundo estudo divulgado em 29 de Junho pela revista científica PNAS, o novo vírus possui todas as características necessárias para poder infectar seres humanos.

Os autores do estudo, cientistas chineses de universidades locais e do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da China, colectaram, entre os anos de 2011 e 2018, 30 mil amostras de secreções nasais em matadouros de 10 províncias chinesas e num hospital veterinário, o que lhes permitiu isolar 179 vírus da gripe suína.

Surpreendentemente, a maioria era de um novo tipo, e que se mostrou dominante entre os porcos desde 2016.

Pesquisadores realizaram então vários experimentos, inclusive em furões, animais amplamente usados em estudos sobre gripe, por apresentarem sintomas semelhantes aos humanos, sobretudo febre, tosse e espirros.

O G4 mostrou-se altamente infeccioso, replicando-se em células humanas e causando sintomas mais graves em furões do que outros vírus.

Os testes também mostraram que qualquer imunidade que os humanos adquiram com a exposição à gripe sazonal não oferecia protecção contra o G4.

Testes, efectuados em trabalhadores da indústria de carne suína para rastreamento de anti-corpos ao G4, mostraram que 10,4% dos funcionários já haviam sido infectados.

Os testes mostraram, igualmente, que até 4,4% da população em geral também já parecia ter sido exposta ao G4.

Apesar de o vírus já ter passado do porco para o homem, ainda não há evidências de transmissão entre seres humanos e uma possível pandemia – o maior temor dos cientistas.

“A situação precisa ser monitorada de perto e urgentemente, começando pelas pessoas que trabalham directamente com porcos”, observam os cientistas, que também descobriram que as vacinas da gripe humana não fornecem imunidade contra o novo vírus G4.

Vale recordar que o surto de 2009 de uma cepa da gripe suína matou entre 157 mil e 575 mil pessoas em todo o mundo.

leave a reply