PGR expande serviços na zona Norte do país

A Procuradoria Geral da República (PGR) deverá alargar, nos próximos dias, a sua actividade ao maior número de municípios das seis províncias que compreendem a Região Judiciária Norte.

Para o efeito, o órgão de justiça trabalha já na criação de infra-estruturas e reforço dos recursos humanos, além do Cuanza-Norte, nas localidades do Uíge, Malanje, Bengo, Zaire e Cabinda, anunciou o procurador-geral-adjunto, João Freitas.

Em visita de trabalho de quatro dias na Província do Cuanza-Norte, sede da referida região judiciária, o magistrado reiterou a necessidade de uniformização do modelo de trabalho nesta zona, sobretudo no que concerne à avaliação dos quadros e actividade processual.

O procurador tem agendadas, entre outras, deslocações aos órgãos da PGR, Polícia Nacional, Serviços de Investigação Criminal e instalações dos tribunais nos municípios de Cazengo (sede provincial), Cambambe, Golungo-Alto e Ambaca. A actividade do sector no Cuanza-Norte é assegurada por 17 magistrados.

error: Content is protected !!