China anuncia contra-medidas contra restrições à mídia chinesa nos Estados Unidos

A China deu sete dias, a partir desta Quarta-feira, para quatro organizações de mídia dos EUA declararem por escrito informações como quadro de empregados, finanças, operações e imóveis que possuem no país asiático.

Segundo o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian, as quatro organizações norte-americanas são a Associated Press (AP), a United Press International (UPI), a Columbia Broadcasting System (CBS) e a National Public Radio (NPR).

Zhao fez o anúncio numa entrevista colectiva diária, nesta Quarta-feira, em resposta ao anúncio dos EUA, em 22 de Junho, de que a Televisão Central da China, o Diário do Povo, o Global Times e o Serviço de Notícias da China foram designados como missões estrangeiras nos Estados Unidos.

“As medidas acima mencionadas pela China são inteiramente necessárias e contra-medidas recíprocas em resposta à opressão irracional conduzida pelos EUA às filiais dessas organizações de mídia chinesas nos EUA”, disse Zhao, enfatizando que as medidas da China são uma defesa totalmente justificável.

error: Content is protected !!