PR inaugura Instituto Geológico na Centralidade de Kilamba

Angola conta, agora, com três Institutos Geológicos (IGEO), com a inauguração, ontem, 3, pelo Presidente da República, João Lourenço, de um novo na Centralidade de Kilamba, em Luanda

Testemunhado pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, e por outros responsáveis de departamentos ministeriais, o novo Instituto Geológico de Angola está vocacionado para apresentar toda a informação geológica ao Estado e aos investidores.

A nova sede do IGEO, segundo dados avançados no local, conta com um vasto arquivo geológico nacional e está equipada com laboratórios de última geração para amostras geológicas, análises químicas e físicas.

O Instituto Geológico de Luanda vai funcionar com 42 técnicos na área de laboratório, cujo edifício foi erguido num espaço de 44 mil e 650 metros quadrados, e foi orçado em 40 milhões de dólares.

Após o corte de fita e descerrar a placa, o Presidente da República percorreu demoradamente algumas dependências do edifício, tendo-se inteirado do seu funcionamento.

Em declarações à imprensa, no final da visita, João Lourenço felicitou o país pelo feito alcançado, acrescentando ser importante Angola possuir um instituto como o inaugurado, e equipado com tecnologia de ponta.

O Presidente da República mostrou-se satisfeito por o IGEO estar assegurado por quadros jovens, e todos angolanos. “Gostei do facto de a maioria dos quadros serem jovens, como também nacionais”, sublinhou.

Segundo o Chefe de Estado, o Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos tem sido orientado para estender a sua acção em todos os recursos que o país possui.

“Temos puxado pelo Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos no sentido de procurar explorar todos os recursos de que Angola dispõe”, disse, apontando que o petróleo, o gás e os diamantes não são os únicos recursos.

O Presidente da República referiu que com a inauguração deste instituto os investidores terão uma informação credível.

“Este instituto tem capacidade para servir todo o tipo de cliente, quer o Estado, quer os investidores privados”, pontualizou.

IGEO vai estimular riqueza mineral

O ministro dos Recursos Minerais e Petróleo, depois de destacar a importância do projecto, afirmou que foi concebido no quadro da importância que “o Governo dá à investigação científica, a fim de estimular o aproveitamento sustentável da riqueza mineral do país”.

Diamantino de Azevedo disse que a investigação científica da riqueza mineral angolana desempenhará o seu papel fundamental se estiver com infraestruturas modernas e profissionais qualificados para acompanhar a dinâmica que ela exige.

Com a inauguração da nova sede do Instituto Geológico de Angola o país passa a contar com três institutos, sendo um na Lunda-Sul e outro na Huíla, instalados nas respectivas capitais provinciais.

Função dos laboratórios

O laboratório de Luanda está habilitado a processar microanálises, enquanto que o do Lubango está preparado para fazer análises de rochas ornamentais e minerais e o de Saurimo análises geocientíficas genéricas.

Esta é a segunda inauguração de empreendimentos de grande dimensão que o Presidente da República faz em menos de 30 dias, depois do Hospital de Campanha para acolher doentes de Covid-19, localizado na Zona Económica Especial Luanda- Bengo, no município de Viana.

error: Content is protected !!