Soberano Tchokwe apela ao resgate da identidade cultural da região

Preocupado com o facto de alguns rituais da tradição estarem em via de extinção, como a mukanda e o tchikumbi, ritos de iniciação masculina e feminina, que prepara o adolescente para a vida adulta, e não só, o rei apelou às autoridades tradicionais a redobrarem esforços visando o seu resgate.

O Rei do povo Lunda, Mwene Muatxissengue Wa-tembo, apelou esta Segunda-feira, as autoridades tradicionais na Lunda-Norte, ao resgate da identidade cultural tchokwe, promovendo actividades que exaltam o folclore local, como no passado.

O soberano, que se encontra em visita de trabalho à província da Lunda-Norte desde Sábado, disse ser fundamental que os precursores do folclore tchokwe passem a experiência aos jovens para garantir a continuação das danças txianda, macopo, chombe, entre outras que “vêm sendo banalizadas”. Mwene Muatxissengue Watembo advogou, igualmente, um trabalho aturado por parte das autoridades das três províncias do Leste de Angola, Lunda-Norte, Lunda-Sul e Moxico, na criação de casas de Cultura que enalteçam a tradição tchokwe.

Solicitou aos sobas trabalho junto das administrações municipais, na reactivação dos txotas (Jangos), principais espaços de transmissão de conhecimentos sobre os hábitos e costumes deste povo.

O Rei manifestou-se preocupado com o facto de alguns rituais da tradição estarem em vias de extinção, como a mukanda e o tchikumbi, ritos de iniciação masculina e feminina, que preparam o adolescente para a vida adulta e apelou as autoridades tradicionais a resgatarem.

Referiu que advogará junto dos governos provinciais, no sentido de se alargar os projectos culturais nos programas de governação, com realce para a construção de infra-estruturas que apoiem a actividade dos fazedores do folclore tchokwe.

error: Content is protected !!