Empresa chinesa doa mais de 100 mil máscaras de prevenção da Covid-19

O gesto é do grupo empresarial Chinês yutong bus e visa mitigar as dificuldades impostas pela Covid-19 que, em Angola, já conta com um número acima dos 400 casos positivos e mais de vinte mortes

Um conjunto de mais de 100 mil máscaras, com vista a ajudar o grupo de pessoas mais vulneráveis, foi doado, ontem, em Luanda, para reforçar as acções sanitárias de prevenção e de combate ao novo Coronavírus. 

Com este gesto, o grupo empresarial Chinês Yutong Bus pretende contribuir na mitigação das dificuldades impostas por esta pandemia. 

O material sanitário foi entregue ao Ministério dos Transportes que, por sua vez, deverá fazer chegar às pessoas mais expostas, com vista a travar posteriores contágio da pandemia que vem causando inúmeros constrangimentos no plano social e económico no país. 

À margem da cerimónia de entrega, o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, a quem coube a recepção do material, disse que, apesar da conjuntura mundial, a China é dos parceiros importantes de que Angola dispõe. 

Considerou a oferta como mais uma demonstração de que os angolanos, no âmbito da cooperação bilateral entre os dois países, podem sempre contar com o país asiático para todas as situações de dificuldades, sobretudo nesta fase de pandemia em que todos os esforços se ajustam ao combate da Covid-19. 

Segundo Ricardo de Abreu, os meios recebidos poderão contribuir nos esforços destinados a mitigar os efeitos negativos causados pela pandemia da Covid-19. “Como sabe, as máscaras são instrumentos importantes na luta contra a doença. E queremos acreditar que com este gesto estamos diante de mais uma acção que vem contribuir para o combate da pandemia”, frisou. 

Já o embaixador da China em Angola, Gong Tão, presente no acto, reafirmou a importância da parceria diplomática existente entre os dois países, que considera se- rem povos irmãos. 

De acordo com o diplomata, apesar das dificuldades causadas pela pandemia, Angola e a China têm laços de amizade fortes e a ajuda mútua tem sido um dos pilares desta parceria estratégica. 

“Vamos continuar a ter Angola como um país amigo e temos a certeza de que juntos vamos lutar para acabarmos com a Covid-19”, afirmou. 

Por sua vez, Lúcio Jiang Boya, director da empresa Yutong, disse que o gesto enquadra-se no âmbito das acções de solidariedade que a China, por via das suas empresas, desenvolve para garantir uma maior qualidade de vida aos povos sofridos. 

“A China tem o compromisso de ajudar os que mais sofrem. E nesta fase de Covid-19 só poderemos vencer se estivermos todos unidos e solidários”, frisou. 

A China é dos parceiros económicos de Angola, sendo o que mais contribui para o processo de desenvolvimento económico e social, de acordo com dados oficiais do Governo. 

error: Content is protected !!