Leitores e académicos da província do Cunene desafiam MCC a produzir mais obras

O desafio ao movimento Cultural daquela província, surgiu na passada Sexta-feira, 10, após o lançamento da Antologia Poética “Palavras à Eembe: Um Tributo ao dr. António didalelwa”, inserida na celebração dos 50 anos de existência da cidade de Ondjiva

Os leitores e académicos da província do Cunene continuam a incentivar o Movimento Cultural local a produzir e divulgar obras literárias de autores nacionais e não só, dando assim sequência aos seus vários projectos que tem vindo a implementar, sobretudo no cultivo de hábitos de leitura.

O desafio surgiu após o lançamento da Antologia Poética “Palavras à Eembe: Um Tributo ao Dr. António Didalelwa”, esta Sexta-feira, 10, no quadro da celebração dos 50 anos de existência da cidade de Ondjiva.

Ao enaltecer a iniciativa do Movimento Cultural do Cunene, o escritor e crítico literário, Helder Simbad, considerou a obra de suma importância e que surgiu no momento certo, e, além de homenagear uma ilustre figura no domínio académico, e não só, contribuirá de igual modo para preencher os passos de leitura.

Por sua vez, a também escritora, Kanguimbo Ananás, caracterizou a reverência feita pelo MCC, como merecida, tendo em conta os feitos do professor e governante.

A colectânea, cujo acesso é feito gratuitamente a partir do site www.palavraearte.co.ao, já foi lida por um número considerável de internautas.

Reconfortado, o coordenador–geral do MCC, Hamilton Venokanya, adiantou a OPAÍS que o núcleo já está a pensar no próximo trabalho, mas preferiu não entrar em detalhes.

Quem também não se cansa por esperar é Luefe Khayari, o coordenador editorial da colectânea, que manifestou a total disponibilidade da editora em divulgar toda a produção artístico-cultural realizada por jovens angolanos, de modo a tirá-los do anonimato e promover todas as formas de manifestações artísticas.

O objectivo da editora é tornar-se uma plataforma virtual/revista online que permita dar acesso público e difundir a produção artístico-cultural feita por jovens, quer seja por meio de experiências pessoais ou colectivas dentro do nosso contexto cultural.

A editora propõe-se ainda a priorizar a relevância das experiências a serem publicadas, seleccionando, de forma rigorosa, os entrevistados em potencial e seus respectivos trabalhos;

Elevar o alcance do conteúdo produzido, com partilhas e divulgação massiva do projecto, e torná-lo uma referência no âmbito cultural e estímulo para outras iniciativas, bem como ser um espaço de inspiração para os seus leitores por meio da divulgação dos trabalhos dos vários actores culturais, entre outros apectos.

leave a reply