Thó Simões projecta performance o“Intocável” em Salvador, Brasil

O artista angolano Thó Simões é um dos actuais residentes do Programa de Residência Artística Vila – Sul do Goeth Institut Salvador-Bahia, que estão a vivenciar uma experiência diferente de intercâmbio cultural, numa prática à distância, devido às condutas de isolamento social face ao combate à pandemia de Covid-19 “Intocável” é o título da projecção áudio-visual, de autoria do artista visual angolano Thó Simões, que será exibida esta noite, 12, no bairro do Dois de Julho, Salvador-Bahia, no quadro do projecto Cine Janela, uma iniciativa que há mais de um mês tem vindo a fazer várias exibições enquanto vigora a quarentena.

O artista angolano na sua performance faz vários questionamentos: como vai ser? Os sentimentos, amores, anseios, o que fazer deles? Como conseguir? Restaremos nós, ainda, humanos?, as respostas a essa e outras questões poderão ser visualizadas no edifício Maria Helena, com transmissão, igualmente, no Instagram.

De acordo com uma nota a que OPAÍS teve acesso, o projecto Cine Janela em que se vai mostrar a performance do angolano Thó Simões foi desenvolvido durante estes tempos de pandemia e quarentena, do qual a criatividade pode ser a diferença para que nos sintamos mais unidos, mesmo que em isolamento e, assim, uma janela é transformada numa cabine de projecção e a parede de um edifício em tela.

É com este propósito que se criou o Cine Janela, uma iniciativa que há mais de um mês tem vindo a exibir filmes, vídeos, charges, poemas, textos e frases motivadoras pelas paredes da cidade, “em rede colaborativa e voluntária de projecção de afectos cinematográficos durante a quarentena”.

Assim, artistas, produtores e gestores culturais de todo o mundo têm buscado formas de não deixarem a cultura e as artes adoecerem, além de oferecerem ao público a possibilidade de continuar a ter acesso a conteúdos artísticos.

Festivais online, lives nas redes sociais, editais e muitas outras iniciativas têm sido promovidas para entreter o público em casa. A proposta é manter a arte e a cultura pulsantes nesses tempos de quarentena. Para Jamile Coelho, “o cinema é uma janela capaz de transportar pessoas para outros lugares além da quarentena e, através do projecto Cine Janela, podemos criar outras formas de interacção e romper as barreiras do isolamento”.

O colectivo encontrou na projecção de filmes, através da janela, a possibilidade não apenas de continuar o trabalho em prol da disseminação da cultura, mas também de movimentar a rotina da vizinhança.

Goethe-Institut Salvador-Bahia

Instituto Cultural da República Federal da Alemanha, o Goethe-Institut, fundado em 1951, se dedica a fomentar o diálogo entre culturas é a maior universidade do ensino do alemão no mundo. Actualmente, dispõe de uma rede de 159 unidades em 98 países de todos os continentes. A unidade do Goeth -Institut Salvador-Bahia foi criada em 1962 e, desde então, promove a aprendizagem da língua alemã, divulga uma imagem abrangente da Alemanha e realiza colaborações locais, nacionais e internacionais na área da cultura, com numerosos parceiros públicos e privados.

É um espaço disposto ao exercício artístico-cultural, que realiza acções próprias e oferecendo suporte a iniciativas de variadas espécies. Dispõe de teatro, foyer, galerias, biblioteca, atelieres, estúdios, salas de aula, praças, pátio e café.

Após mais de meio século de actividades contínuas na cidade, iniciou, em 2016, o Programa de Residência Artística Vila Sul, com a proposta de fortalecer interlocuções entre o Brasil e demais países do hemisfério Sul a partir do acolhimento de artistas e agentes culturais de diversas áreas, linguagens e origens. Mais de 80 residentes já experimentaram esta oportunidade.

leave a reply