Actualização de tarifas de inspecção de veículos automóveis pode dificultar actividade de táxi

O governo actualizou as tarifas de inspecção de veículos automóveis, previstas no Decreto Presidencial 167/10 de 3 de Agosto. Na opinião do representante da ANATA, os novos preços podem reduzir a circulação de táxis

O presidente da Associação Nova Aliança de Taxistas de Angola (ANATA), Francisco Paciente, referiu que actualização da taxa de inspecção de veículos automóveis vai criar constrangimentos à actividade de táxi, principalmente neste período de pandemia do Coronavírus que fomos forçados a baixar a lotação para 50 por cento, que reduz a capacidade de obter receitas e a actualização vai reforçar as dificuldades.

“Independentemente dos preços oficias da inspecção, somos obrigados a recorrer a pequenos prestadores de serviços, tendo em conta o processo burocrático e o atendimento deficitário, e pagando-se um valor elevado para ter a documentação da viatura”, explicou.

Francisco Paciente salientou que os taxistas dificilmente pagam menos de 15 mil Kwanzas para fazer a inspecção dos veículos. No entanto, quando decidem usar os tramites legais têm de esperar três meses.

Na sua opinião, o sistema de atendimento público desemboca na corrupção e as pessoas que querem funcionar na normalidade são prejudicadas, em benefício dos que pagam a famosa “gassosa” aos funcionários e obtêm a inspecção em três dias. Actualmente, a associação conta com 22 mil associados. Deste número, 17 mil estão em Luanda e 5 mil nas demais províncias.

O responsável lembrou que os taxistas fazem dois tipos de inspecção, nomeadamente a legalização das viaturas que chegam ao país, sendo depois necessário fazer uma reinspecção para emitir a licença de táxi, que considera muito complicado por causa da burocracia.

Nova tabela de preços

A nova tabela de preços aprovada através do Decreto Presidencial nº 167/10 de 3 de Agosto, para a realização de inspecções periódicas e reinspecções de veículos automóveis, reboques e semi-reboques, bem como para a emissão da segunda via de inspecção, derroga as tarifas constantes no nº 1 do artigo 31º do Decreto Presidencial nº 167/10 que aprova o regulamento dos Centros de Inspecções periódicas de veículos automóveis.

Preços

Os automóveis ligeiros pagarão Kz13.614,96, enquanto os pesados vão custar Kz20.298,67; reboques e semi-reboques Kz 13.614,96; reinspecção, Kz 4.950,89; emissão de segunda via de ficha de inspecção Kz 1.361,50.

error: Content is protected !!