Carta do leitor: Mexidas e mais mexidas

Por: Lucas António 

Bom dia, boa tarde, conforme a hora que cada um ler a minha carta, se o jornal aceitar publicar. 

Meus amigos, em vi que a governadora de Luanda já fez mexidas na equipa do Governo provincial. Isto significa que na província de onde veio quem a substituiu também fez as suas mexidas, assim como o governador que ela substituiu também foi fazer mexidas lá onde foi, no Uíge. Estou com dúvidas de isto seja bom. Estiámos num país com alta rotatividade dos quadros. Quase ninguém cria raízes, no bem sentido. 

Dificilmente encontramos pessoas que conheçam bem as administrações, os governos provinciais e as suas localidades, não têm tempo para isso. 

Agora, assim, os programas de plantação de árvores em Luanda vão parar. Também fico na dúvida se os jardins da Fubú e da Estrada da Camama vão continuar. 

Só me pergunto se isso é bom. E Benfica que queria ser um distrito cultural, ainda vai ser? 

É que no nosso país, mesmo sendo o mesmo partido sempre a governar, cada dirigente tem as suas ideias e quase nunca dão continuidade àquilo que o antecessor começou. 

Por isso estamos sempre parados, a marcar passo, arranca, pára, recua, começa tudo de novo. Estou atento, vamos ver como vai ser. 

error: Content is protected !!