Trump diz que convenceu ‘muitos países’ a vetar participação da Huawei em redes nacionais de 5G

O presidente norte-americano disse ser pessoalmente responsável por “muitos países” estarem a abandonar a construção de redes 5G da Huawei, que afirma ser “risco de segurança”.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou na Terça-feira (14), numa conferência de imprensa, que ele próprio convenceu vários países a não fazer negócios com a gigante tecnológica chinesa Huawei em lançar as suas redes nacionais de 5G.

“Convencemos muitos países, muitos países, eu próprio fiz isto na maior parte, a não usar Huawei, porque achamos que é um risco de segurança inseguro, é um grande risco de segurança.”

Segundo o líder norte-americano, Washington ofereceu aos aliados um ultimato, que disse ser “um risco de segurança”: “Convenci muitos países a não usá-la [a Huawei]. Se quiserem fazer negócios connosco, não podem utilizá-la.

”Trump mencionou o Reino Unido, Itália e “muitos outros países” como tendo abandonado o negócio, sem, no entanto, confirmar que os convenceu a abandonar os serviços 5G da Huawei, nem especificar os outros países que teria levado nessa direção.

O Reino Unido negou que interferência externa tenha jogado um papel na decisão de excluir a empresa chinesa, diz a Reuters citando a emissora Sky News.

“Bem, todos nós conhecemos Donald Trump, não conhecemos?”, disse Matt Hancock, secretário de Saúde britânico. “Todo o tipo de pessoas pode tentar reclamar crédito pela decisão, mas isso foi baseado numa avaliação técnica do Centro Nacional de Segurança Cibernética sobre como poderíamos ter os sistemas 5G da mais alta qualidade no futuro.

“Em Janeiro, o Reino Unido autorizou a empresa chinesa a desenvolver um papel parcial no desenvolvimento da rede 5G, mas Londres decidiu eliminar a Huawei do processo, provocando críticas de politização por parte de Pequim.

error: Content is protected !!