Faleceu o combatente da Liberdade da Pátria Honório Chantre Fortes

Faleceu no Sábado, no hospital regional João Morais, na Ribeira Grande, em Cabo Verde, o combatente da Liberdade da Pátria e antigo ministro da Defesa Nacional, Honório Chantre Fortes, aos 78 anos de idade.

Nascido a 25 de Outubro de 1941, na localidade de Lugar de Guene, no vale da Ribeira da Torre, concelho da Ribeira Grande, Honório Chantre Fortes é recordado pelo presidente da Associação dos Combatentes da Liberdade da Pátria (Acolp), Carlos Reis, como “uma pessoa extraordinária, muito correcta e de fino trato, que todos apreciavam” e, por isso mesmo, “a Acolp recebeu a notícia com muita tristeza”, revelou Carlos Reis.

“Honório é uma personalidade histórica da Luta de Libertação Nacional”, disse Carlos Reis que, em declarações à Inforpress, referiu-se a alguns aspectos da vida de Honório Chantre Fortes que, conforme disse, “desde cedo dedicou a sua vida à procura daquilo que ele acreditava ser o melhor para o futuro do seu País”. Ainda estudante no Liceu Gil Eanes, Honório Chantre Fortes integrou o denominado “Grupo do Terceiro Ciclo” que, segundo Carlos Reis, “viria a servir de ‘lastro’ político e ideológico para que não aceitassem a guerra colonial”.

De Angola para a luta

Honório Fortes foi alferes miliciano do Exército português colonial em Angola. Desertou para a República do Congo (Zaire) em 1963 para se juntar ao PAIGC. Fez preparação militar em Cuba e URSS. Foi membro do Comando da Frente Leste. Depois da Independência foi membro do Estado Maior das FARP, na Guiné-Bissau, e, mais tarde, Ministro de Defesa se Cabo Verde. Trabalhou na representação da ONU em Angola. Vivia em Santo Antão de onde era natural.

error: Content is protected !!