Pandemia já provocou mais de 601 mil mortes e 14,3 milhões de infectados

No Sábado, foram registados 5237 novos óbitos e 221.954 novos casos em todo o mundo.

A pandemia de Covid-19 já provocou 601.822 mortos em todo o mundo, entre cerca de 14,3 milhões de casos, segundo um balanço da agência France Presse (AFP) baseado em dados oficiais.

Até ao meio-dia deste Domingo (hora de Luanda), 14.303.420 casos de infecção tinham sido oficialmente diagnosticados em 196 países desde o início da epidemia, dos quais 7.810.200 estão considerados curados.

No Sábado, foram registados 5237 novos óbitos e 221.954 novos casos em todo o mundo, com o maior número de novos mortos a ser registado no Brasil (921), Estados Unidos (832) e o México (578).

Os Estados Unidos são o país mais afectado tanto em número de mortos como em casos, com 140.120 mortos em 3.711.835 casos registados, segundo a contagem da Universidade John Hopkins, e pelo menos 1.122.720 pessoas foram consideradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afectados são o Brasil, com 78.722 mortos em 2.074.860 casos, o Reino Unido com 45.273 mortos em 294.066 casos, o México com 38.888 mortos em 338.913 casos, e a Itália com 35.042 mortos em 244.216 casos.

Entre os países mais afectados, a Bélgica é o que concentra um maior número de mortos em relação à sua população, com 85 mortos por cada 100 mil habitantes, seguida pelo Reino Unido (67), Espanha (61), Itália (58) e Suécia (56).

A China, sem contabilizar os territórios de Macau e Hong Kong, declarou oficialmente um total de 83.660 casos (16 novos entre Sábado e Domingo), dos quais 4.634 mortos (0 novos) e 78.775 curados.

A Europa totalizava este Domingo, ao meio-dia, 205.207 mortos em 2.938.771 casos, a América Latina e Caraíbas 160.886 mortes em 3.776.927 casos, os Estados Unidos e o Canadá 149.002 mortes em 3.821.830 casos, a Ásia 48.998 mortes em 2.049.522 casos, o Médio Oriente 22.642 mortes em 999.405 casos, a África 14.956 mortes em 703.572 casos e a Oceânia 151 mortes em 13.397 casos.

Segundo a AFP, o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de contaminações, dado que alguns países testam apenas os casos mais graves, outros utilizam testes prioritários para a triagem e vários países mais pobres dispõem de capacidades limitadas de despistagem.

A doença é transmitida por um novo Coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Portugal regista este Domingo mais cinco mortes e 246 novos casos de infecção por Covid-19, em relação a Sábado, 214 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direção- Geral da Saúde (DGS).

error: Content is protected !!