Irão executa acusado de informar para CIA paradeiro do general Soleimani

O acusado de passar à agência de inteligência dos EUA o paradeiro do general Qassem Soleimani, foi executado no Irão. Mahmoud Mousavi-Majd, que também foi acusado de trabalhar a favor da inteligência israelita Mossad, foi executado nesta Segunda-feira (20), comunicou a agência Tasnim.

O caso contra o convicto iniciou antes da morte de Soleimani e não teve relação com a operação dos EUA contra o militar iraniano. Em 3 de Janeiro deste ano, tropas norte-americanas mataram o general num ataque aéreo no Iraque. Em represália, o Exército iraniano bombardeou duas bases dos EUA no Iraque, causando mais de uma centena de soldados feridos, algo que o Pentágono inicialmente negou.

Na nação persa, a Justiça iraniana abriu um processo contra 36 militares e políticos dos EUA e de outros países, entre eles o presidente norte-americano, Donald Trump, pelo assassinato do general Soleimani.

error: Content is protected !!