Leão de Ouro de Carreira para Ann Hui e Tilda Swinton

A realizadora Ann Hui e a actriz Tilda Swinton vão ser distinguidas com o Leão de Ouro de Carreira no 77.º Festival Internacional de Cinema de Veneza, que decorrerá em Setembro naquela cidade italiana 

Segundo a organização do festival, num comunicado ontem divulgado, este ano o Leão de Ouro de Carreira será atribuído à realizadora “aclamada pela crítica” Ann Hui e à “icónica” actriz Tilda Swinton. Ann Hui, ao aceitar a distinção, citada no comunicado, declarou-se “muito feliz pela notícia e honrada pelo prémio”. 

“Tão feliz que sinto que não consigo encontrar palavras. Só espero que tudo melhore rápido no mundo e que toda a gente consiga sentir-se tão feliz como eu estou neste momento”, afirmou a realizadora classificada como uma “das figuras de proa da Nova Vaga de Hong Kong”, que revolucionou os filmes daquele território nos anos 1970 e 1980. Por seu lado, Tilda Swinton, ao aceitar o prémio disse: “Este grande festival está próximo do meu coração há três décadas: ser homenageada por ele desta maneira é extremamente dignificante”. 

“Estar em Veneza, este ano de todos os anos, para celebrar o cinema imortal e a sua sobrevivência desafiante face a todos os desafios que a evolução pode colocar-lhe – a todos nós, será a minha verdadeira alegria”, afirmou. O director do festival, Alberto Barbera, lembrou que Ann Hui é “uma das mais respeitadas, prolíficas e versáteis realizadoras da Ásia dos nossos dias; a sua carreira estende-se por quatro décadas e todos os géneros”. 

“De maneira pioneira, através da sua linguagem e estilo visual único, não só capturou aspectos específicos da cidade e imaginação de Hong Kong, como os transpôs e traduziu para uma perspectiva universal”, referiu Alberto Barbera. Sobre Tilda Swinton, o director do Festival de Veneza afirmou que é “unanimemente reconhecida como uma das artistas mais originais e poderosas a consagrar-se no final do século passado”. 

“A sua singularidade reside na personalidade imponente e incomparável, versatilidade incomum, e uma capacidade de passar do cinema mais radical para grandes produções de Hollywood, sem nunca descurar a sua necessidade inesgotável de dar vida a personagens não qualificáveis e incomuns”, defendeu. A 77.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza decorre entre 2 e 12 de Setembro. 

OBS 

 

error: Content is protected !!