Livro “O Albergue Espanhol” de Jorge Carlos Fonseca traduzido em castelhano

O livro concentra-se na procura incessante por uma ficção de longo alcance, onde a descontinuidade vence a linearidade dos descritivos, ora em prosa, ora em verso

A obra literária “O Albergue Espanhol”, do Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, publicado em 2017, já está editada em castelhano, numa iniciativa do tradutor, poeta e crítico literário espanhol, Manuel Moya. 

A novidade foi avançada pelo Chefe do Estado na sua página da rede social e confessou ter recebido a notícia com “uma surpresa” e aguarda “a recepção de exemplares “físicos” da obra numa língua muito importante, para a “sentir e apreciar”. “Pouco tempo depois da edição em italiano… uma edição em espanhol (castelhano), o que, naturalmente, me traz muita satisfação”, escreveu o mais alto magistrado da Nação. 

Publicado em 2017 pela Rosa de Porcelana Editora, “O Albergue Espanhol” é, de acordo com a sinopse da editora, “constituído de textos híbridos e fluidos”, e “desafia todos quantos defendem esgotado o género romanesco”. Não se definindo como romance, o livro concentra-se na procura incessante por uma ficção de longo alcance, onde a descontinuidade vence a linearidade dos descritivos, ora em prosa, ora em verso. 

Jorge Carlos Fonseca avançou, igualmente, que “Porcos em delírio”, outra das suas obras literária, está em andamento para a tradução para a língua inglesa, a cargo do poeta, tradutor e crítico literário norte-americano David Shook, refere a Inforpress. 

error: Content is protected !!