Editorial: Os bebés da Polícia

Jornal OPaís edição 1906 de 22/07/2020

Quanto mais se fala sobre a necessidade de se humanizar a acção da Polícia Nacional, quanto mais os seus dirigentes e comandantes se esforçam por modernizar a corporacão, adequando-a ao contexto desta era e também aos desenvolvimentos da humanidade, mais alguns agentes fazem por deitar todo o trabalho por terra. Agora, a Polícia de Viana vai ter de explicar-se e tudo fazer para encontrar e devolver aos pais três menores separados da mãe, num táxi, por polícias, porque a senhora tinha baixado a máscara. Trata-se de dois bebés de colo e de uma outra criança ainda na primeira infância.

Há que esperar que o taxista seja de boa consciência e as tenha deixado em lugar seguro, que ouça os apelos e se compadeça com a dor dos pais, sendo que o pai é também agente da Polícia.

Tal como em Benguela, na morte de um adolescente filho de um polícia, a acção dos maus polícias começa a ter efeitos nefastos entre os homens da corporação. Há que pensar nisso.

error: Content is protected !!