Cidadão mata enteado arremessando-o contra a parede

Um menor de três anos de idade conheceu a morte após ter sido arremessado contra a parede pelo seu padrasto, no município de Caluquembe, província da Huíla, por razões desconhecidas até ao fecho desta edição

A informação foi avançada pelo porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Sebastião Vika, na apresentação do balanço das actividades operativas desenvolvidas, nos últimos 30 dias por este órgão do Ministério do Interior.

De acordo com Sebastião André Vika, o menor teve morte imediata depois de ter sido arremessado à parede da casa onde se encontrava com o seu padrasto, no município de Caluquembe.

“Trata-se de um crime de homicídio praticado por um cidadão de 27 anos de idade que arremessou à parede um menor de três anos de idade, tendo causado morte imediata da vítima, por sinal seu enteado, por razões ainda inconfessas” disse.

Durante os 30 dias, na província da Huíla foram registados um total de 48 crimes violentos, tendo resultado na detenção de 49 cidadãos nacionais como presumíveis autores destes crimes.

O nosso interlocutor disse, por outro lado, que os efectivos do Serviço de Investigação Criminal, frustraram, nos últimos dias, uma tentativa de homicídio em que estão envolvidos dois cidadãos nacionais mandatados por um familiar da vítima.

“Temos ainda a destacar a tentativa de um crime de homicídio, frustrado, ocorrido no município de Quipungo, numa disputa de terra entre membros da mesma família. Umas das partes, insatisfeita, terá contactado dois jovens para pôr fim à vida do seu oponente”, informou.

Em relação aos crimes de violação sexual, o porta-voz do Serviço de Investigação Criminal na província da Huíla revelou que foram registados dois casos. Entre os dois casos, ressalta um, em que é vítima uma menor de oito anos de idade, praticado por um cidadão de 37 anos, por sinal, pai da vítima.

Durante a operação, que culminou com a detenção de 49 cidadãos nacionais, foram recuperadas duas viaturas roubadas, uma na República da Namíbia e outra no cemitério do Mutundo, arredores da cidade do Lubango, bem como uma máquina escavadora, esta roubada em Luanda.

Desmantelada quadrilha que se dedicava à burla pela rede social Facebook

No mesmo período, o Serviço de Investigação Criminal Procedeu também ao desmantelamento de uma quadrilha que se dedicava à prática des crime de burla na rede social Facebook.

Os membros da referida quadrilha aliciavam as suas vítimas na referida rede social com falsos perfis, prometiam vagas de emprego nas mais diversas instituições públicas e privadas em troca de valores monetários. “A vítima foi contactada através da rede social Facebook e dias depois foi solicitada a depositar um valor de Akz 100.000, com as promessas de uma vaga de emprego”, revelou.

Sebastião André Vika avançou que os crimes de burla por defraudação causaram, para as suas vítimas, um prejuízo avaliado em Akz 17.000.000.

Cidadãos que se dedicavam ao roubo de cabos eléctricos detidos

O Comando Municipal do Lubango deteve na noite desta Quarta-feira, dois cidadãos que se dedicavam ao roubo de cabos elétricos na cidade do Lubango, capital da província da Huíla.

Ao todo, são 60 rolos com dimensões diferentes encontrados na posse dos dois cidadãos, entre os quais, um apanhado em flagrante delito no bairro da Mapunda, arredores da cidade, num dos postes de energia de baixa tensão. Segundo a chefe do Departamento de Informações Policiais do Comando Municipal do Lubango, Maida Nóbrega, o cidadão em causa foi detido quando se encontrava a efectuar o corte dos cabos.

Foram ainda recuperados vários bens roubados, com destaque para eletrodomésticos, garrafas de gás butano e outros. A responsável deste departamento do comando Municipal da Polícia Nacional no Lubango revelou que muitos dos bens roubados foram recuperados já no mercado informal do João de Almeida, pelo que aconselha aos seus revendedores a absterem-se da compra de bens roubados.

João Katombela, na Huíla

error: Content is protected !!