Editorial: Falta falar sobre poesia

Editorial: Falta falar sobre poesia

A entrevista de Botelho de Vasconcelos nesta edição, na secção cultural Cartaz, acaba por ser uma janela que se abre inadvertidamente (pela raridade da abordagem simples, directa e bela) para uma vista sobre a qual se fixa muito poucas vezes os olhos no nosso país, a da poesia.

Angola tem todos os ingredientes para ser uma terra de poetas, tem história, tem amargura abundante e tem cintilantes luzes na alegria com que o povo vive, mesmo neste mar cujas águas foram pintadas de sangue e cujo sal vem das lágrimas que a vida espreme de todas as existências que vagueiam cidades e campos. Este vaguear é uma imensa capacidade de apego a vida, dure ela o que durar.

Está na hora de começar a afastar as camadas de cobertura, de buscar as escondidas pepitas, está na hora de fazer emergir a poesia de qualidade, de soprar para longe o irritante pó que se acumula e que dá à nossa poesia um tom que não é verdadeiro.