Carta do leitor: Covid-19 kissonde

Por: JC

Caro director

Nos últimos dias, quando ouço a ministra Silvia Lutukuta a falar, ou o secretário de Estado Franco Mufinda, começo a ficar com uma séria preocupação.

Quando fala dos IgG e dos IGM, começo a ficar assustado. Eles dizem que os testes rápidos que vão paras as várias províncias estão a encontrar pessoas reactivas IgG e IgM ou até aquelas que combinam as duas coisas IgG+IgM.

Como li que estas reacções dão semanas depois da infecção, ainda mais assustado fico. Este vírus é tão perigoso que parece kissonde, ele se espalha pelo país todo e só depois começa a atacar. É assim kissonde no mato, perto dos riachos.

Primeiro sobe no corpo da pessoa e só depois começa a ferrar no corpo quase todo. Enquanto os números sobem só em Luanda, o meu medo é que o vírus esteja a subir no resto do país para depois fazer das suas porque as pessoas não querem ouvir o que dizem as autoridades.

É melhor só passarmos todos a ouvir e cumprir, o vírus, mesmo dentro das casas das famílias, pode ser como o kissonde, pode fazer muitos estragos, entra primeiro e depois ataca, por isso é que agora, cada dia que passa os números não são mais um ou dois, como no princípio, são trinta a quarenta.

Só nós podemos evitar e isso, com bom comportamento. Saímos todos a ganhar se cada um proteger a sua casa. Mas quem está na rua pode proteger a sua casa? Não. Só que no caso deste vírus, quem anda sem sentido na rua, quando volta, se não tomar os cuidados recomendados, pode voltar com a desgraça.

error: Content is protected !!