Família Marley lança versão re-imaginada de “One Love” para apoiar crianças afectadas pela pandemia

Membros da família Marley lançaram uma versão re-imaginada do ícone do raggae “One Love” para apoiar o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na campanha global de angariação de fundos para ajudar crianças afectadas pela covid-19

Os membros da família Marley lançaram uma versão re-imaginada do ícone do raggae “One Love” para apoiar o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na campanha global de angariação de fundos para ajudar crianças afectadas pela covid-19.

Segundo uma nota de imprensa da Organização das Nações Unidas (ONU), o hino global de solidariedade em apoio à campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) foi lançado na última Sexta-feira, 17, pela Tuff Gong International e Amplified Music Ltd e está disponível em todas as principais plataformas de streaming.

Gravada pela família Marley, em resposta a uma chamada do UNICEF para ajudar a reimaginar um mundo mais justo para as crianças, cujas vidas foram alteradas devido ao novo coronavírus, é também uma homenagem a Bob Marley, falecido a 11 de Maio de 1981 aos 36 anos”, lê-se no documento.

A nota realça ainda que a música e o videoclipe também acontecem durante a celebração do aniversário dos 75 anos do ícone do raggae, e nela participam artistas e músicos do Brasil, da República Democrática do Congo, da Índia, da Jamaica, do Mali, da Nova Zelândia, da Nigéria, do Sudão, da Síria, dos Estados Unidos da América e do Reino Unido.

De acordo com o UNICEF, a covid-19 tem arruinado a vida das crianças em todo o mundo e exposto desigualdades desenfreadas em diversos países e estima que mais 6.000 crianças poderiam morrer todos os dias de causas evitáveis durante os próximos seis meses – quase todas (mais de 90%) em países de rendimento baixo ou médio-baixo.

Uma vez que a pandemia continua a enfraquecer os sistemas de saúde e a interromper os serviços, as crianças são também extremamente vulneráveis aos impactos indirectos do novo coronavírus, tais como o encerramento de escolas, a escassez de alimentos, o acesso limitado a cuidados de saúde básicos, e as interrupções nas cadeias de abastecimento médico.

error: Content is protected !!