“Foi-se um pai, irmão, líder, um camarada” – José Eduardo dos Santos reage à morte de Kundi Paihama

O antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, mostrou-se consternado com a morte do general Kundi Paihama, hoje, na sua conta oficial do Instagram.

“Nestas horas, não há nenhuma palavra que possa ser dita que seja capaz de confortar os nossos corações. Tudo parece perder o sentido e ficar pequeno diante de tamanho sofrimento”, começou por escrever o JES.

“Com a sua morte”, continuou José Eduardo, “Angola perde um dos seus melhores filhos, que escreveu, com seus feitos de nacionalismo e patriotismo, o seu nome nos anais da história do país”.

Mais adiante, Dos Santos escreve: “Foi-se um pai, irmão, líder, um camarada, mas temos a certeza de que os seus feitos constituem o legado para muitos políticos e patriotas da actualidade, que não há nada capaz de reparar uma perda como esta”, expressou-se.

“Mas em nome da amizade e amor de quem fica, e em honra da memória de quem se foi, é preciso continuar vivendo. É preciso transformar o luto em uma luta pela vida e pela felicidade, e transformar a dor em saudade e em serenidade”, acrescenta.

Para José Eduardo dos Santos, a vida tem vários mistérios e o maior deles é a morte. Perceptivelmente triste, José Eduardo escreve que nunca poderemos entender o porquê de um ente amado ter partido.

“A dor que sentimos é imensurável. Nesta hora de dor e luto, a que nos associamos, em meu nome e da minha família, apresento a família enlutada a expressão dos nossos mais sentidos pêsames pelo infausto acontecimento”, finalizou o antigo Presidente de Angola.

error: Content is protected !!