Carta do leitor: Estudo revela polícia instituição mais corrupta

Por: Caliki Lumueno
Luanda

Saudações caro director do jornal OPAÍS,

É com satisfação que aproveito para escrever para o espaço dedicado ao leitor.

Na edição do jornal OPAÍS 1911 li a matéria relacionada com o relatório do Afrobarometer liderado pelo Ovilongwa. Segundo o estudo, a nossa Polícia Nacional é a instituição mais corrupta no país.

É extremamente preocupante, pelo papel da Polícia numa determinada nação destacar-se nos lugares cimeiros do combate à corrupção.

E, só para citar um dos casos, de vários que ocorrem no país, em 2017 tive um acidente de carro no KK 5000. Mesmo com a perícia da Polícia Trânsito e o caso e caminhando ao Serviço de Investigação Criminal do distrito, ate hoje, já passam quatro anos, não teve o deferimento, a última vez que lá estive soube que o processo desapareceu. Foi-me dito pelo investigador do caso. Como os cidadãos não desconfiarem das autoridades? há pouca seriedade na resolução dos problemas que acorrem às instâncias policiais.

Há um velho ditado que diz que “no saco de batatas, uma, quando está podre, todas estão podres”. Neste caso é diferente, nem todos os polícias são corruptos ou maus. Um indicativo positivo deste estudo, porque não a fumo sem fogo, este estudo deve ser aproveitado para quem dirige o órgão do Ministério do Interior.

Não é abonatório o quadro da nossa Polícia no estudo feito, pelo papel preponderante que tem a Polícia Nacional numa determinada sociedade. A Polícia, tendo em conta a natureza da sua atribuição enquanto autoridade do Estado, é preciso ter mais atenção em todo o seu efectivo policial no que concerne ao combate à corrupção no seio da nossa corporação.

error: Content is protected !!