País atinge 1000 casos, com 47 mortos e 266 recuperados de Covid-19

O país atingiu um novo record ao detectar o maior número de infectados num só dia. Foram confirmados, nas últimas 24 horas, 50 novos casos de Covid- 19, seis mortes e 24 recuperados, elevando a cifra para 1.000 infectados, dos quais 47 óbitos e 266 recuperados, numa altura em que o vírus chegou à província do Bengo, revelou, ontem, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda,

Seis cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 33 e 67 anos, dos quais três do sexo masculino, morreram, em Luanda, em consequência da Covid- 19, anunciou o governante, ao proceder à apresentação do balanço diário sobre a pandemia no país.

As vítimas estavam a ser medicadas em diversas unidades hospitalares, entre elas o Hospital Militar, a Clínica Multiperfil, os hospitais municipais de Viana, do Capalanca e do Kilamba Kiaxi.

No entanto, os profissionais de saúde conseguiram recuperar 24 pessoas.

Agora, o país conta com 687 casos activos, dos quais 15 estão graves, havendo oito em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, sendo que dois necessitam de hemodialise.

Franco Mufinda esclareceu que dos 50 novos registados no período em referência, 49 são da província de Luanda, distribuídos por várias localidades, com idades compreendidas entre os 2 e os 73 anos, sendo 32 do sexo masculino e 18 do sexo feminino.

O outro caso positivo foi registado na província do Bengo, que se junta, assim, às províncias de Luanda, Cuanza-Sul e Cuanza-Norte onde já foram registados casos da doença. Cabinda e Cunene tiveram casos importados de Luanda.

“Este caso do Bengo (também) é importado da província de Luanda. Trata-se de uma cidadã angolana de 63 anos de idades”, disse. Esclareceu que nas últimas 24 horas foram processadas 3.750 amostras no laboratório da biologia molecular, das quais 50 foram positivas e 3.700 negativas.

Mais de 60 mil amostras processadas

Do total de amostras recebidas, Franco Mufinda fez saber que foram processadas 62.802, das quais 1.000 foram positivas e o resto encontra- se em processamento.

O governante fez saber que, nas últimas 24 horas, 87 pessoas receberam alta, sendo 39 na província da Luanda-Norte, 34 no Uíge, cinco no Bié e Cuanza-Sul, três no Cuando Cubango e uma em Benguela.

Mufinda disse ainda que na sequência da realização dos testes rápidos serológicos, nas últimas 24 foram realizados 3.421 testes, duas quais 190 foram reactivos.

Mais de 33 mil testes rápidos serológicos até ontem

No total, até ontem, tinham sido realizados 33.300 testes rápidos serológicos, dos quais 1.900 reactivos, segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Disse que o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou, nas últimas 24 horas, duas chamadas telefónicas de denúncia de casos suspeitos de Covid-19 e 70 pedidos de informação sobre o novo Coronavírus.

Por outro lado, Franco Mufinda anunciou que as autoridades continuam a capacitar os profissionais de distintas áreas e províncias do país sobre as medidas de prevenção a adoptar.

Ontem, uma equipa de profissionais de saúde de Cabinda desenvolveu acções formativas direccionadas aos funcionários da Procuradoria Geral da República, do Tribunal Provincial e da Administração Municipal sobre as medidas de prevenção da Covid-19, entre outras.

De recordar que o novo Coronavírus (SARS-CoV-2), responsável pela pandemia da Covid-19, surgiu na China em Dezembro de 2019. O surto espalhou-se pelo mundo e já vitimou centenas de milhares de pessoas, tendo levado a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia global.

leave a reply