Cancelamento de agenda provocou ao humorista prejuízos incalculáveis

Embora preferisse não precisar em termos numéricos os valores em causa, o humorista referiu em entrevista a OPAÍS, que os prejuízos causados pelo cancelamento de espectáculos dentro e fora do país, devido à pandemia Covid-19, são incalculáveis

Contactámo-lo quando estava em meditação para mais uma edição do projecto “Quarta Quente”, que vai ao ar esta noite, a partir das 21 horas, na plataforma Instagram do humorista, como tem sido habitual desde a suspensão das actividades artísticas com público decretado pelo executivo.

O Calado que dá “Show” mantém a regularidade da sua iniciativa, apesar de limitado e sem o contacto directo com o público, que apenas podem interagir virtualmente, de acordo com as medidas de prevenção impostas pelas autoridades sanitárias.

O cancelamento de agenda quer no país quer no estrangeiro, além de o limitar provocaram, segundo o artista, prejuízos incalculáveis, pois já tem celebrados acordos para actuações na Inglaterra, Portugal e Estados Unidos da América.

“Só lhe posso dizer que os prejuízos são incalculáveis. Tinha quatro províncias para fazer shows… nessa fase de verão na Europa estaria a fazer o meu trabalho em Portugal, na Inglaterra e nos EUA com pacotes já fechados e alguns por se confirmar em França”, apontou.

Embora não pudesse precisar os valores em termos numéricos, Calado garantiu que era um bom valor para poder aguentar- se a si e a família, em comparação com o que tem vindo a viver como resultado deste trabalho que ama e também o satisfaz como fez questão de referir.

Por essa razão, o mesmo rigor, dedicação, profissionalismo e amor pela sua arte, são condimentos principais que utiliza para esta readaptação ao “novo normal” por força da pandemia de Covid-19, que encontrou a todos desprevenidos.

“A grande motivação é o amor que tenho pelo meu trabalho. Quando subo ao palco primeiro estou eu a satisfazer-me, e essa auto-satisfação leva-me a que as pessoas que estejam do outro a aplaudir, a divertir-se, sejam felizes e torne o seu dia mais alegre”, referiu.

Adaptação

Apesar da adaptação ao formato virtual ter sido um processo, Calado Show diz que está entrosado e com ajuda da sua equipa procura levar o melhor de si ao público que o aguarda fielmente todas as Quartas-feiras, para mais um momento de humor.

Relativamente à afixação do número de IBAN, o humorista confirmou que a referência é válida e é por ser via que consegue minimizar alguns custos operacionais, pelo que tem sido uma mais valia a contribuição que cada um faz para o ver actuar embora não seja obrigatório.

Criatividade

Relativamente a essa adaptação e pela crise que paira no seio da classe artística, Calado Show disse que o mais importante é que o produto artístico seja vendável e aconselha os seus companheiros a inovar e, com isso, procurar rentabilizar alguma coisa neste período difícil.

O humorista

Calado Show é dos mais excêntricos humoristas da sua geração. Além do seu humor que contagia as pessoas com bastantes risadas, destaca-se por combinar no mesmo palco a dança e música. É também por via do das suas sátiras que aborda determinados fenómenos sociais, sobretudo os ligados a juventude.

error: Content is protected !!