Então a vodka também não dá…

Vejam só a chatice, mais um Presidente dos que desprezaram a Covid-19 foi apanhado por ela. O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, admitiu ontem ter sido contaminado com o novo Coronavírus. Não que isso lhe fizesse mudar de ideias, porque continua a não usar máscara e a não tomar medidas de confinamento, mas seguramente que não voltará a dizer que a Covid-19 não passa de uma “psicose”.

Lukashenko foi notícia quando decidiu não mandar parar o campeonato de futebol e recomendou que as pessoas tomassem um pouco de vodka e fizessem sauna, para a Covid-19. Estava dada a receita que resultou, até agora, em mais de 67.000 casos do novo Coronavírus e 543 mortos, dados oficiais.

Bem distante dos Estados Unidos da América, onde Donald Trump se prepara para as eleições sob críticas e protestos por causa da forma como gere a pandemia, por causa de discursos que os seus adversários chamam de racistas, etc., mas que mesmo assim garante que vai ganhar em Novembro, Lukashenko também está em campanha eleitoral e a sua prova está já no virar da esquina, 9 de Agosto. Concorre para um sexto mandato e é muito provável que ganhe. Não tem negros para fazer discursos vistos como sendo racistas, mas tem também a sua crise económica e alguns protestos.

A realidade é uma só, a Covid-19 tem sido um excelente cajado para políticos. Não há um único que olhe para ela e não a use para as suas contas eleitoralistas. A Covid-19 vai ajudar políticos a manter-se no poder, vai tirar outros do poder e ainda vai ajudar alguns a lá chegar. Haja vodka para o brinde, mas não para a Covid-19, isto na Bielorrússia já está provado que não cura.

error: Content is protected !!