Negócios do gás canalizado ganha espaço no mercado

Com um mercado ainda por explorar, a canalização de gás vai ganhando espaço. Hotéis, hospitais, condomínios e unidades militares estão na linha da frente

O Director-geral da JK–INSPECÇÃO, empresa que actua no mercado da instalação e inspecção de gás canalizado avançou a Exame que a adesão a este serviço tem vindo a crescer no país, que considera ainda um mercado “virgem”. Ressalva que por causa das divulgações há mais conhecimento e aderência.

Kelson Fernando avança que “hotéis, hospitais, centros comerciais, unidades militares e policiais já optaram pelo sistema de canalização de gás. Existe muita aderência”.

Os riscos da operação, estes estão acautelados, sublinhando que “sendo a nossa empresa de inspeção de redes de gás o nosso dever é o de aconselhar os nossos parceiros e colaboradores sobre o risco e acautela-los, principalmente em manter a manutenção regular”, assegurou.

Sem rodeios, Kelson Fernando revela que cerca de 65% das províncias do país possuem unidades, residências ou condomínios que optaram pela canalização do gás. E em termos de solicitações de inspecção, estima em 15 por mês.

“Podemos dizer que trata-se de um bom negócio e que está ainda numa fase inicial, isso apesar de termos uma cobertura na ordem de 65% do território nacional. Ainda há mercado aberto”, considerou.

Acrescenta que com o crescimento da economia haverá também crescimento em termos de instalações do gás canalizado por ser mais seguro garantir durabilidade.

Mais de 40 mil milhões este ano

A pandemia não poupou o negócio do gás. Ainda assim, a receita bruta esperada para este ano é estimada em Quarenta e Cinco Milhões de Kwanzas (45 000 000), um valor abaixo do inicialmente previsto.

“A COVID-19 está a ter um impacto muito grande. Com os hotéis fechados, durante a fase de Estado de Emergência, as nossas actividades tiveram que parar e ficamos de mãos atadas” lamenta.

Com uma força de trabalho composta apenas por quatros angolanos, a empresa foi criada em 2016 e conta com mais de uma dezena de colaboradores, com idades que vão dos 25 aos 35 anos de idade.

error: Content is protected !!