Covid-19 chega ao Uíge, Cabinda e Lunda-Norte e mata mais três em Luanda

Covid-19 chega ao Uíge, Cabinda e Lunda-Norte e mata mais três em Luanda

As autoridades sanitárias recuperaram, ontem, em Luanda, mais 94 cidadãos que estavam infectados com a Covid-19, estabelecendo um novo record, perfazendo um total de 395, entre os 1.109 registados até ao momento, dos quais 51 morreram.

Franco Mufinda anunciou, por outro lado, que o país conta actualmente com 663 casos activos, dos quais 19 estão graves, seis em estado crítico e com ventilação mecânica invasiva e um a necessitar de hemodiálise.

O governante, que falava durante a apresentação do balanço diário sobre a pandemia no país, no CIAM, esclareceu que dos 31 novos infectados, 28 pessoas são da cidade Luanda e os outros três estão repartidos pelas províncias do Uíge, Cabinda e Lunda-Norte, sendo que têm idades compreendidas entre os 16 e os 83 anos. Dentre eles, a maioria são homens, contando apenas 13 mulheres.

Fez saber que as três vítimas mortais são angolanos, com idades de 60, 82 e 83 anos, que se encontravam internados no Hospital Militar e na clínica Sagrada Esperança.