Editorial: Academia na Covid-19

Jornal OPaís edição 1915 de 31/07/2020

Muito se reclama da quase total ausência dos cérebros angolanos nos debates sobre a Covid-19 no nosso país. Fazem falta os acadêmicos num espeço quase totalmente tomado por políticos. 

Daí que surgiu como um bom presente o anúncio da presença de dois eminentes académicos na sessão de actualização dos dados da pandemia no país, ontem, no CIAM, em Luanda. E lá estiveram o reitor e um vice-reitor de uma universidade angolana. 

As projecções matemáticas sobre a progressão da doença vieram pelo vice-reitor José Ribeiro. Trouxe números encontrados pelos seus próprios estudos. É muito importante este tipo de participação. 

A Covid-19, um problema também comportamental, revelou, uma vez mais, o quão importante é comunicar, bem, simples, claro, próximo. E neste capítulo Angola ainda precisa de evoluir, para lá dos políticos e dos académicos. 

error: Content is protected !!