Chetekela realiza show memorável para apoiar famílias desfavorecidas em Luanda

O músico carismático Chetekela está expectante com a realização do Show Solidário, que acontece hoje, a partir das 15 horas, nos estúdios da TV Zimbo

Este Live que será também transmitido pelas plataformas digitais da Platinaline, em que o músico será acompanhado pela banda Carmonsistec, tem como objectivo angariar verbas, que serão convertidas em cestas básicas, para apoiar famílias desfavorecidas em Luanda.

O jovem cantor angolano fará uma passagem pelo seu histórico musical, desde a fase em que venceu o concurso “Estrelas ao palco”, em 2006, as músicas que o levaram até ao concurso, sobretudo as que compõem o seu primeiro trabalho discográfico “Wpite”, lançado em 2012, onde canta os estilos W&B e Afro Pop, bem como as que integram o novo álbum, que pretendia lançar este ano.

“As pessoas vão poder ouvir as minhas várias músicas, entre as quais, “Adrenalina do Amor” e outras que compõem o meu primeiro álbum, com 15 faixas musicais, bem como aquelas que farão parte do meu novo trabalho discográfico. São musicais que muitas vezes tocaram e, provavelmente, muitas pessoas ouviram. Se calhar não têm noção que são minhas”, disse o músico, em conversa com OPAÍS.

O reportório para o referido evento é constituído por mais de 20 temas musicais. Além das suas canções, o artista vai interpretar outras, de músicos nacionais e estrangeiros, que considera marcantes no país, em que almeja mostrar a sua versatilidade artística.

Outras atracções no Live Para que o evento seja ainda mais diversificado e atractivo, em termos de actuações, foram convidados os músicos Jeff Brown, Sandra Nhakatolo e o grupo carnavalesco Etu Tweza, do Distrito Urbano do Rangel, que irão brindar os telespectadores e internautas com as suas performances.

Questionado quanto à participação do músico Jeff Brown, Chetekela disse que deve-se ao facto de o mesmo valorizar a africanidade, as suas origens, assim como dominar as línguas nacionais. Já em relação à cantora Sandra Nhakatolo, realçou que foi com o intento de lhe dar a oportunidade de mostrar o seu trabalho. No que se refere ao grupo carnavalesco, Etu Tweza, deve-se ao facto de pertencer ao Distrito do Rangel, o seu bairro, que pretende homenagear através de uma canção original dos Nguami Maka.

“Vamos trazer músicas cantadas em português, umbundo, cokwe e lingala. Com essas quatro línguas é suficiente para abrangermos os quatros cantos do país. Fui também buscar este grupo, por representar a kazukuta. Não vamos ter apenas a representação da cultura Lunda- Cokwe, mas também da nossa kazukuta e o semba”, observou.

Além de pretender ter um show mais diversificado, com a inclusão da dança, Chetekela disse que a participação dos mesmos visa também acudi-los, nesta fase em que se vive a pandemia da Covid-19, que devido ao estado de calamidade pública estão limitados, em termos de actividades.

“Se o show estivesse centrado apenas em mim, então acho que não estaríamos a fazer um Live Solidário. Por isso, quisemos abranger mais artistas. Não vamos ter apenas a representação dos Lundas- Tcokwe, mas também da nossa kazukuta e o semba. Vou fazer ainda uma representação teatral, através de uma mensagem”, enfatizou.

Benefícios

Quanto aos bens que serão angariados durante o show, referiu que servirão para apoiar as famílias vulneráveis do Distrito do Rangel, um acto que contará com a colaboração da Administração local. O músico avançou que, no caso de se angariarem bens suficientes, serão também beneficiadas outras famílias, nas áreas do Ramiro, Zango e na Funda.

O músico

Luís Chetekela começou a cantar em 2006 no concurso nacional de imitação, “Estrelas ao Palco” em que sagrou-se vencedor. Cinco anos depois, isto é, em 2011, lançou a sua primeira obra discográfica intitulada “Wpite”, composta por 15 faixas musicais.

Chetekela partilhou o palco com vários cantores nacionais e estrangeiros como Koffi Olomide, Fally Ipipa, Bill Clinton e Felix Wazekwa, incluindo o agrupamento musical antilhano Kassav.

O cantor já foi distinguido com vários galardões ao longo da sua carreira, entre os quais o Prémio Revelação, do Concurso Top Kuduro, realizado pela Rádio Escola, em 2013. Em 2019, venceu nos Estados Unidos da America, Os African Entertainement Awards na categoria de Best Up Coming Artist/ Melhor Artista em Ascensão.

error: Content is protected !!