São Silvestre 2020 anulada por força da Covid-19

Depois de OPAÍS ter avançado, em Maio, um possível cancelamento da São Silvestre 2020, o presidente cessante da Federação Angolana de Atletismo (FAA), Bernardo João, confirmou, ontem, à Rádio Cinco, que a prova que é disputada no último dia do ano, em Luanda, não vai acontecer face à Covid-19.

Bernardo João explicou que o estado de calamidade que o país está a viver não permite a realização do certame, por causa da aproximação entre as pessoas, pois as autoridades sanitárias orientam o distanciamento social de um metro e meio ou dois.

“Não temos como afastar as pessoas e atletas daquilo que é a orientação das autoridades, porque o importante é respeitar a vida que é o bem fundamental”, esclareceu o dirigente que prometeu recandidatar-se para mais um mandato na presidência da Federação da modalidade.

Apesar da propagação da pandemia que assola o mundo, Bernardo João disse que já tinha a máquina organizativa afinada para a realização da maior manifestação desportiva do país.

“Já tínhamos conseguido um parceiro que devia assegurar todos os atletas ou participantes da corrida, inclusive os membros de direcção e as comissões técnicas que estavam a trabalhar para o certame, infelizmente estamos nesta vertente da pandemia”, lamentou.

As edições de 2016, 2017 e 2019 foram disputadas somente por corredores nacionais, devido à falta de condições financeiras.

error: Content is protected !!