Covid-19 faz mais um morto, infecta 64 e os recuperados chegam aos 503

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 64 novos casos de Covid-19, uma morte e 27 recuperados, perfazendo um total de 1.344 infectados, 503 recuperados e 59 mortes, anunciou, ontem, a directora Nacional de Saúde Pública, Helga Freitas

A directora Nacional de Saúde Pública informou que dos 64 novos casos diagnosticados, 58 estão na província de Luanda, quatro no Zaire, um no Cunene e outro Bié, respectivamente, com idades compreendidas entre os três e 78 anos. Dos infectados, 53 são do sexo masculino e 23 do sexo feminino.

Helga Freitas, que falava na habitual actualização diária dos dados sobre a pandemia da Covid- 19 no país, explicou que esses dados foram reportados pelo Centro de Dados de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, até às 17 horas de ontem, 4 de Agosto.

Com estes dados, a estatística aponta um total cumulativo de 1.344 infectados de Covid-19, dos quais 788 casos são activos. Porém, nem todos gozam de boa saúde, uma vez que quatro estão em estado crítico e com ventilação mecânica invasiva, o que corresponde a 0,5por cento de todos os casos notificados.

A gestora pública fez saber que 18 pessoas estão em estado grave, correspondendo a 2,3 por cento, e 760 são assintomáticos, o que corresponde a 97, 2 por cento dos casos até agora notificados.

Segundo Helga Freitas, foram realizadas nas últimas 24 horas, ao nível nacional, 218 testes rápidos serológicos, dos quais 78 foram reactivos, o que significa que 10,5% em cada 100 pessoas rastreadas estiveram expostas ao SARSCoV- 2.

No total, foram realizados 39.293 testes rápidos serológicos, dos quais 2.383 foram reactivos, o que significa que 6.1 em cada 100 pessoas estiveram expostas ao SARS-CoV-2.

Quanto ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), disse que recebeu, nas últimas 24 horas, 56 chamadas, das quais cinco denúncias de violação de cercas sanitárias e 51 foram pedidos relacionadas com informação sobre a Covid-19.

Mais de 70 cidadãos receberam altas nas últimas 24 horas

Em relação às altas de quarentena institucionais, Helga Freitas disse que nas últimas 24 horas, 77 pessoas obtiveram as altas, sendo 40 na província de Luanda, 16 na Lunda-Norte, 14 em Malanje, três no Bié, duas em Benguela, uma na Huíla e outra no Moxico, respectivamente.

Helga Freitas apelou mais uma vez as famílias a manterem as medidas de protecção de forma a protegerem as comunidades, municípios, províncias e o país em geral. “Isto é, continuarmos a usar correctamente as máscaras, lavar frequentemente as mãos, desinfectar com lixívia, álcool gel e manter o distanciamento físico entre as pessoas”, frisou.

A Covid-19 expandiu-se para 11 províncias de Angola, nomeadamente Luanda, Cabinda, Uíge, Lunda- Norte, Cuanza-Norte, Cuanza-Sul, Bengo, Cunene, Zaire, Moxico e Bié.

De recordar que o novo Coronavírus (SARSCoV- 2), responsável pela pandemia da Covid-19, surgiu na China em Dezembro de 2019. O surto espalhou-se pelo mundo e já vitimou centenas de milhares de pessoas, tendo levado a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia global.

leave a reply