“Vivência de um aprendiz” marca I exposição individual de Adilson Vieira, na Tamar Golan

Com quadros de pintura, o artista estreiase na arena artística, individualmente, com a mostra intitulada “Vivência de um aprendiz

O artista plástico Adilson Vieira inaugura, na Sexta-feira, 7, às 18 horas, a sua primeira exposição individual de quadros de pintura, intitulada “Vivência de um Aprendiz”, na Galeria Tamar Golan, sita na nova sede da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda.

A mostra que será ainda disponibilizada em formato digital (online) é composta de 15 obras inéditas, produzidas desde Março do ano em curso, sob a técnica de óleo sobre tela, ilustra o dia-a-dia nas comunidades, as suas vivências, como o trabalho, o lazer e as inquietações, que poderão ainda ser visitadas até 31 deste mês.

Segundo consta, Adilson traz uma proposta com um estilo ímpar, onde as cores, usadas de forma subtil, evidenciam os traços texturizados, que resulta em sublimes combinações visuais, que demonstram a sua versatilidade.

Nessa que e a sua primeira exposição individual, além das três colectivas em que participou, o jovem artista pretende mostrar a realidade de muitos cidadãos, que batalham, constantemente, para sobreviverem, na esperança de um futuro melhor. Expectante, almeja que o trabalho tenha resultados positivos, em termos de críticas.

“Vivências de um Aprendiz retrata também um pouco sobre mim, porque sou um aprendiz da vida. Daí o título. A minha expectativa é que consiga ganhar mais experiências como artista, porque tenho a certeza que fiz um bom trabalho e espero agradar a todos que se fizerem presentes nesta exposição”, augurou.

Interesse pelas artes plásticas

Foi em 2016 que Adilson começou a conviver mais de perto com as artes, e, pelo seu talento, em 2018, foi convidado a participar na Feira de Empreendedorismo, assim como numa exposição realizada no Centro Cultural Brasil-Angola, onde expôs algumas das suas obras. Participou ainda na Maratona dos Artistas, na Galeria Tamar Golan.

“Quando me dediquei às artes plásticas, comecei a praticar e a desenvolver trabalhos com amigos, aproveitando a experiência deles para melhorar a minha técnica. Fui lendo livros e assistindo a vídeo-aulas, e sobre os diferentes aspectos das artes plásticas até que fui convidado para as referidas exposições”, contou.

O artista

Adilson Vieira é natural de Luanda, onde nasceu em Janeiro de 1991. Começou a manifestar o seu gosto pela pintura aos quatro anos de idade. Mas, como as artes plásticas não eram, na sua adolescência, tidas como um ramo de actividade rentável, os seus pais preferiram que se dedicasse a um ensino mais tradicional, optando então por um curso de informática.

A galeria

A galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, criada em 2013, é um projecto cultural inovador e alternativo, sem fins lucrativos, que visa promover as artes plásticas angolanas e apoiar jovens talentos emergentes nas artes plásticas. Todas as receitas da galeria são canalizadas para os projectos sociais da Fundação.

leave a reply