Ministra recomenda maior dinamismo no mercado de capitais 

A ministra das Finanças, Vera Daves, apelou, esta Terça-feira, aos novos responsáveis da Comissão de Mercados de Capitais (CMC) a contribuírem com medidas audazes, para um maior dinamismo deste organismo de supervisão e regulação 

Vera Daves, que empossou os novos membros da CMC, nomeados recentemente, em despacho Presidencial, disse que prevalece um forte dinamismo do mercado secundário da dívida pública, cujos resultados levam a acreditar que os demais instrumentos poderão ajudar a dinamizar a economia como um todo. 

Por este facto, a titular das Finanças quer contar com a capacidade das equipas para dinamizar o mercado. Vera Daves concedeu posse a Maria da Conceição Uini Baptista no cargo de presidente do Conselho de Administração da CMC e para as pastas de administradores Edna Nogueira Fernandes da Silva Kambinda; Edna Augusto dos Santos Nunda Barbosa de Mascarenhas; Filinto de Sousa Bravo Soares e António José da Silva. 

A nova presidente da CMC, Maria Uini Baptista, prometeu elevar a notoriedade deste órgão, tanto ao nível nacional qutanto ao nível internacional. Dados do Relatório Anual de Actividades e Contas 2019 da Comissão do Mercado de Capitais apontam um desempenho positivo do sector. 

Relativamente ao mercado secundário, o volume de transacções na Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) atingiu aproximadamente 874,16 mil milhões de Kwanzas, o que representa um crescimento de 10% comparativamente a 2018. 

O valor líquido global (VLG) da indústria de Organismos de Investimento Colectivo (OIC), no final de 2019, situou-se em 186,65 mil milhões de Kwanzas, correspondendo a uma variação positiva de 191,05% face a igual período de 2018. 

Quanto ao número de contas na Central de Valores Mobiliários de Angola (CEVAMA), foram abertas 4607, em 2019, o que representa um aumento de 23% face ao ano anterior. 

A CMC tem procurado assegurar as condições necessárias para o funcionamento do mercado, com a realização de um conjunto de acções alinhadas à sua missão e objectivos estratégicos, assentes na produção de regulação simples e eficiente, desenvolvimento e promoção do mercado e melhoria dos mecanismos de supervisão e adopção da supervisão baseada no risco. 

leave a reply