Angola e Botswana centralizam atenções nas olimpíadas

Depois de perder ontem diante da Escócia e da IPCA, a Selecção Nacional de xadrez e a sua congénere do Botswana centralizam as atenções da quarta jornada da 3ª fase das olimpíadas mundiais, via online, face ao novo Coronavírus “Covid-19”, às 10 horas.

O combinado angolano vai procurar redimir-se dos desaires, mas os jogadores deverão manter a concentração para não serem surpreendidos, uma vez mais, pelos adversários que estão habituados a jogar nesta plataforma digital.

Para conseguir a primeira vitória esta manhã, os técnicos da Federação Angolana de Xadrez (FAX) têm que garantir aos jogadores que os serviços de Internet registaram melhorias em relação ao dia anterior.

As falhas fizeram com que ontem a jogadora Jemima Paulo (candidata a mestre da Academia Ditrov de Viana) perdesse a partida, porque perdeu a conexão do seu tabuleiro. Ainda hoje, o combinado nacional joga com a Chinese Taipei para a quinta ronda das olimpíadas, a partir das 12 horas. Na sexta jornada, a Selecção Nacional mede forças com a do Sri Lanka, às 14 horas.

No evento mundial, que termina amanhã, Angola medirá forças com a Nigéria, em jogo referente à sétima jornada, às 10 horas. Segue-se depois o Tajiquistão para a oitava ronda, às 12:00, e encerra a sua participação diante dos Emirados Árabes Unidos.

João Júlio (capitão), Sérgio Miguel (mestre Fide da Escola Sacri do Cazenga), David Silva (mestre Internacional da Escola de Mestre João Francisco), Esperança Caxita (MI do 1º de Agosto), Ednásia Júnior (MI do Escola Macovi), Lutuima Amaro (Candidato a Mestre da Escola Macovi) e Jemima Paulo (candidata a Mestre –da Academia Ditrov de Viana) são os jogadores que representam a Selecção Nacional.

leave a reply